Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Serviços médicos, odontológicos e veterinários

O número de empregos de serviços médicos, odontológicos e veterinários apresentou um crescimento constante no RS

Segundo a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE 2.0), as atividades de atenção à saúde humana são prestadas em hospitais, ambulatórios, consultórios, clínicas, centros de assistência psicossocial, unidades móveis de atendimento a urgências e remoções e, também, os serviços de saúde prestados nos domicílios. O subsetor abrange também os serviços veterinários.

Pode-se afirmar que o subsetor de serviços médicos, odontológicos e veterinários foi um dos que menos sofreu os impactos econômicos da pandemia da COVID-19, apresentando um crescimento contínuo entre 2013 e 2022. No mesmo ano, São Paulo liderava no número de estabelecimentos, com 25% do total do País, e no de empregados, com 32%. O Rio Grande do Sul detinha 7% dos estabelecimentos e dos empregados.

 No território do Estado, Porto Alegre lidera, com 21% do total de estabelecimentos do subsetor. É seguido por Caxias do Sul, Santa Maria, Passo Fundo e Pelotas. No número de empregados, Porto Alegre detinha 35%, demonstrando alta concentração territorial do subsetor. Era seguido por Caxias do Sul, Passo Fundo, Novo Hamburgo e Santa Maria.

Número de empregados e de estabelecimentos de serviços médicos, odontológicos e veterinários no Rio Grande do Sul (2013-2022)


Fonte: MTE/RAIS

Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul