Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Modais de Transporte

O RS conta com uma rede multimodal de transportes relativamente bem estruturada

O Rio Grande do Sul conta com uma rede multimodal de transportes relativamente bem estruturada e capilarizada. Entretanto, possui uma matriz excessivamente centrada no transporte rodoviário. Considerando a matriz modal do Rio Grande do Sul, em 2014 as rodovias eram responsáveis por 88% do total transportado¹. Dados mais recentes² indicam que, em 2017 o modal rodoviário do Rio Grande do Sul continuava respondendo por aproximadamente 88% do total transportado, enquanto no Brasil a participação deste modal em atingia 65%.

No Rio Grande do Sul há rotas hidroviárias interiores e portos importantes como o de Porto Alegre e de Rio Grande e uma rede ferroviária extensa, com potencial para ser explorado. Há também uma rede de aeroportos regionais e três aeroportos internacionais , com destaque para o Aeroporto Salgado Filho, na capital do Estado, que apresenta a maior movimentação de passageiros e cargas.  Há, ainda, uma rede dutoviária que serve principalmente o nordeste do Estado com transporte de petróleo e derivados e gás natural.  No entanto, a movimentação de cargas e de passageiros é realizada predominantemente por rodovias que interligam as várias regiões do Estado aos outros estados brasileiros e aos países do MERCOSUL. Devido à sua localização geográfica, passam pelo Estado boa parte dos produtos comercializados entre o Brasil e o bloco de países do MERCOSUL, principalmente a Argentina. Com isso, rodovias como a BR-116, BR-101, BR-386 e BR-290, entre outras, apresentam volumes de tráfego cada vez mais pesado, principalmente em momentos de escoamento de safra agrícola.

A tradição exportadora de grande parte da agricultura e indústria gaúchas também contribui para definir a conformação das redes modais que ligam as várias regiões produtoras do Estado à capital, ao Porto de Rio Grande e a Uruguaiana. Estruturas importantes como os pontos alfandegados e portos secos alfandegados, localizados em pontos estratégicos do Estado, dão suporte à movimentação de cargas pelos diferentes modais, fornecendo desembaraço aduaneiro e fiscalização. Quanto à atuação de Operadores de Transporte Multimodal (OTM), em maio de 2020 no RS estavam cadastradas pela ANTT – Agência Nacional de transportes Terrestres, 41 empresas com sede em 11 municípios. Das 41 empresas de OTM com operação nacional e internacional, 11 operavam no MERCOSUL³.

¹Dados do Estudo Rumos 2015; do Plano Estadual de Logística e Transportes 2014 (PELT-RS) e do Plano Nacional de Logística e Transportes 2012 (MT/PNLT - Relatório Final, Brasília, setembro/2012. 243p.)
²ST RS. PELT RS. (In: http://www.transportes.rs.gov.br/pelt-rs)
³ANTT. Operadores de Transporte Multimodal cadastrados (In: http://appweb2.antt.gov.br/multimodal/resultadoConsulta.asp)

Matriz Modal do RS - 2014
Matriz Modal do RS - 2014

Fonte: ST RS/Plano Estadual de Logística de Transporte - PELT RS, 2014
Notas: Não inclui modalidade aérea

Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul