Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Celulose, Papel e Produtos de Papel

A indústria de Celulose e Papel apresenta elevada concentração espacial no RS e é item importante da pauta de exportações

No Brasil, em 2019, a indústria de Celulose, Papel e Produtos de Papel¹ apresentava 4.175 estabelecimentos e 173.157 empregados. O Rio Grande do Sul era responsável por aproximadamente 10% dos estabelecimentos e 6% dos empregados do segmento. São Paulo lidera no número de empregados, com Paraná e Santa Catarina aparecendo na sequência.

A indústria de Celulose, Papel e Produtos de Papel apresenta elevada concentração no Rio Grande do Sul, com estabelecimentos em apenas 94 dos 497 municípios gaúchos. Em 2019, existiam 409 estabelecimentos, os quais empregavam 10.745 pessoas. Os municípios de Caxias do Sul, Porto Alegre e Novo Hamburgo concentram 26% dos estabelecimentos deste segmento, enquanto Guaíba, que possui 6 estabelecimentos, concentra 12% dos empregos. 

¹ Segundo o CNAE, o segmento compreende a fabricação de polpa, papel, papel-cartão e papelão e de produtos fabricados com papel, papel-cartão ou papelão ondulado, mesmo impressos, desde que a impressão de informação não seja a finalidade principal do produto. Também inclui a fabricação de polpa moldada (produtos obtidos a partir de pastas químicas ou mecânicas e/ou aparas, na forma desejada e para uso específico).

Atlas Socioeconômico do Rio Grande do Sul